Meu Cantinho

Apenas um ponto no espaço infinito

Textos


Amor

 
Num velho amor de vulcão
Amar sem nenhum improviso
Explode em meu coração
Aquece-me sem  nenhum siso
 
Sinto o queimar do teu beijo
Chamas que me levam a loucura 
Naquele chão dou-me ao desejo
Amor de corpos em diabrura
 
Amo tuas façanhas em desvarios
Amo ser tua amante assanhada
Amo esse teu jeito bravio
 
Faz-me tua como primeira
Não importa o número que seja
Engana -me, feliz fico e faceira
 
***
Cleir
Enviado por Cleir em 02/08/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras